Escarola!!

A escarola que conhecemos é também chamada de chicória. Pode ser lisa ou crespa.

Atualizados recentemente23

Tem gosto amargo típico, especialmente nas folhas externas (mais verdes). Se você é daquelas pessoas que prefere o miolo por ter sabor mais suave, saiba que as folhas mais verdes são as que contem mais nutrientes, não despreze-as!

A escarola pode ser consumida crua, cozida ou refogada e pode substituir o espinafre em muitas receitas!!! As formas mais populares de consumo: recheio de pizza e salgados ou refogado com alho e/ou bacon. É importante lembrar que a versão crua é sempre mais indicada para o consumo pois preserva mais os nutrientes e não tem tantas calorias agregadas. O ácido fólico por exemplo, se perde quando a escarola é aquecida.

salada de escarola

Além de se destacar nutricionalmente pelo seu teor de cálcio (de boa absorção), ácido fólico e vitamina E (antioxidante), a escarola possui um tipo de fibra muito especial: a inulina.

Pausa para aprender sobre a inulina:

A inulina é um tipo de carboidrato que pode ser encontrado em mais de 30.000 vegetais. Esse carboidrato (frutooligossacarídeo) você não consegue digerir ou seja, é pouco calórica (uhuulll), mas é seletivamente utilizado pelas bifidobactérias, ou seja, é um PREBIÓTICO. Hã? Bifidobactérias são um tipo de bactéria benéfica que você deve desejar no seu intestino, pois favorecem o sistema imunológico, equilibra a flora e também o movimento do trato intestinal. Pelo efeito benéfico no sistema digestivo, a inulina é considerada um alimento funcional!

CURIOSIDADE: A raiz da chicória é muito rica em inulina e é a fonte mais importante na produção industrial de inulina.

Inclua a escarola na sua alimentação e aproveite seus benefícios. Ah, o pico da safra da escarola é entre julho e setembro, mas também há safra em janeiro. Aproveitem!!!

AUTORA: Karen Dykstra Carmona

 

REFERENCIAS:

SLYWITCH, E. ESCAROLA. Disponível em: <http://www.alimentacaosemcarne.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=10:escarola&catid=47&Itemid=140>. Acesso dia 15 de junho de 2015.

 

OLIVEIRA, A. et all. OTIMIZAÇÃO DE EXTRAÇÃO DE INULINA DE RAÍZES DE CHICÓRIA. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.6, n.2, p.131-140, 2004. Disponível em: ftp://ftp.feq.ufu.br/Claudio/downloadsPE/Trab3PE.pdf. Acesso dia 15 de junho de 2015.

 

Escarola – Enciclopédia da Nutrição. Disponível em: https://www.nestle.com.br/Site/cozinha/enciclopedia/ingredientes/escarola.aspx. Acesso dia 15 de junho de 2015.

PREBIÓTICOS – Saiba mais!!

No post “O que que a Banana verde tem?” abordamos rapidamente o tema dos prebióticos. Achei muito interessante estudar sobre o assunto num curso de atualização que fiz recentemente, sobre “Probióticos, Prebióticos e Simbióticos”.

Mas o que são os Prebióticos?

Prebióticos são componentes que não são digeríveis e que estimulam seletivamente a proliferação ou atividade de populações de bactérias que são desejáveis no intestino.

Os prebióticos são na verdade, carboidratos ou fibras solúveis em água, encontrados em certos alimentos como os cítricos e maçã entre outros.

Os prebióticos trazem beneficio para quem os consome pois:

  • favorece melhor funcionamento intestinal, especialmente em casos de diarréia e constipação;
  • melhora a barreira protetora intestinal contra doenças provocadas por bactérias patogênicas;
  • reduzem os triglicérides;
  • diminui o colesterol sanguíneo;
  • melhora a absorção de minerais;
  • melhora o flora intestinal;
  • Favorece a produção de vitamina B.
  • estimula o sistema imunológico.

Exemplos de Prebióticos:

Oligofrutose, inulina, pectina, ligninas, oligossacarídeos não-digeríveis derivados da lactose.

Alguém entendeu alguma coisa? Rs Vamos simplificar…

Frutoligosacarídeos estão presentes em alimentos como: alho, cebola, tomate, banana, cereais integrais como a cevada, aveia e trigo.

Atualizados recentemente6

A pectina – presente na entrecasca dos cítricos, maracujá e maçã.

Atualizados recentemente7

Ligninas – presentes nas cascas de frutas oleaginosas – linhaça, gergelim, amêndoas e leguminosas como soja e feijão azuki.

Atualizados recentemente9

A inulina é encontrada na raiz da chicória, no alho, cebola, aspargos e alcachofra.

Atualizados recentemente10

Inclua os prebióticos diariamente na sua alimentação e sinta os seus benefícios!!

Autora: nutricionista Karen Dykstra Carmona