Dicas para a introdução de alimentos!!

Imagem do site: www.ndig.com.br

Tenho observado bastante insegurança das mães quando o assunto é a introdução de alimentos. Muitos materiais disponíveis com posicionamentos diferentes relacionadas ao assunto. Decidi colocar no blog uma sugestão de introdução alimentar, baseada nos meus conhecimentos de nutrição e também de mãe.

Bem, como começar?

Imagem do site: vounasceroutravez.blogspot.com

Comece com um sorriso!!! Deixe de lado sua ansiedade, pois você está prestes a ensinar o bebê a comer e experimentar alimentos sólidos, um dos grandes prazeres da vida. Transforme toda refeição em uma experiência prazerosa para vocês dois.

A oferta de alimentos deve ser de forma lenta e gradual. Essa fase não significa que o desmame deva ocorrer. Inicialmente, ofereça suco (em torno de 60ml)  de fruta sem adicionar açúcar, 1 vez por dia durante 1 semana.  As frutas permitidas devem ser pouco ácidas: laranja lima, melão, pêra, mamão papaya. Logo que a criança passe a aceitar o suco, faça também as combinações de laranja lima com mamão papaya, laranja lima com cenoura…

Na segunda semana, comece a oferecer o suco pela manhã e fruta amassada a tarde.  A quantidade inicial de fruta amassada fica em 1-2 colheres de sopa. É importante somente amassar a fruta, para que o bebê vá se acostumando com novas texturas e treinando para os alimentos mais sólidos.  Frutas para serem oferecidas: pêra e maçã raspadas, banana prata, mamão papaya, melão e etc. Evite frutas muito acidas e duras. Na terceira semana, a combinação de frutas amassadas pode ser feita. Lembre-se sempre de variar… não ofereça sempre a mesma fruta.

Imagem do site www.iplay.com.br

Não dê importância para o quanto a criança come na primeira ou segunda semana, pois ela continua a retirar os nutrientes de que precisa do leite. É importante criar uma rotina e o melhor momento para oferecer o suco ou fruta é no intervalo de uma mamada e outra, assim o bebê não estará inapetente ou com muita fome a ponto de recusar a abrir a boca.

Se o bebê já se adaptou as frutas, está na hora de inserir a papa salgada. Na quarta semana faça a  introdução da papa na hora do almoço, para que não hajam problemas com gases durante a noite.

Imagem do site: horizontepleno2.blogspot.com

Inicie a oferta da papa salgada com um alimento por vez. Exemplo: Purê de cenoura por 2 dias. Verifique se há reação (diarréia, urticária, ou algum sinal de alergia). Caso esteja tudo ok, ofereça cenoura+batata. Observe. Depois, cenoura + batata + frango. Com o tempo, tente variar as cores e tipos de alimentos (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas e legumes), e também as proteínas animais (ovo – veja sobre o ovo no nosso blog, frango, carne e peixe).  É importante que se inclua a carne desde o início para garantir o ferro de boa biodisponibilidade.

Aos 6 meses

1a. Semana – Leite materno, suco de fruta pela manhã, continuar amamentando normalmente nos demais horários.

2a. Semana – Leite, suco de fruta pela manhã, leite materno,  papa de fruta a tarde,  continuar amamentando nos demais horários.

3a. Semana – Leite, suco de fruta pela manhã, leite materno, papa de fruta (misturar frutas), leite materno nos demais horários.

4a. Semana – leite materno, suco de fruta pela manhã, papa salgada para almoço, papa de fruta, leite nos demais horários.

Oferecer o peito logo após os alimentos em papa não deve ser uma regra, mas uma alternativa quando a criança aceita pouco o alimento oferecido.


Com 7 meses, a alimentação da criança já pode ter 2 papas salgadas (almoço e jantar) e duas papas de frutas.

A partir dos 8 meses, podem ser oferecidos os mesmos alimentos preparados para a família, desde que amassados, desfiados, picados ou cortados em pedaços pequenos.

Sopas e comidas ralas/moles não fornecem energia suficiente para a criança.

Não bata os alimentos no liquidificador, pois a mastigação da criança deve ser estimulada e com a ingestão de alimentos “líquidos” isso não acontece.

 

Para garantir a alimentação saudável do seu bebê:

Imagem do site: ricardopolegar.blogspot.com
  •  Utilize o mínimo de sal (se pra você estiver “bom de sal” provavelmente já está muito salgado para o bebê).
  • Não adicione açúcar nos sucos e frutas. Suco industrializado não deve ser oferecido.
  • Também não utilize enlatados,  frituras, refrigerantes, salgadinhos e outras guloseimas nos primeiros anos de vida!

Autora: Karen Dykstra  Carmona

 

Referências:

– VITOLO, M. R. Nutrição – Da gestação à Adolescência. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2003.

– KARMEL, A. O Livro Essencial da Alimentação Infantil. São Paulo: Publifolha, 2010.

– WARDLEY, B.; MORE, J. O grande livro de receitas: Comidas para bebês e Crianças: 365 pratos deliciosos para todas as ocasiões. São Paulo: Publifolha, 2009.

Deixe uma resposta