Papinha de Salmão, Cenoura e Ervilha com Queijo (dos 9 a 12 meses)

papa de peixe

Ingredientes:

150ml de caldo de legumes (não industrializado) ou água

1/2 batata descascada em cubinhos

1 cenoura descascada em cubinhos

115 g de filé de salmão sem pele e cortado em cubos de 1 cm

2 colheres de sopa de ervilha fresca congelada

30g de mussarela ralada

1 a 2 colheres de sopa de leite (materno ou fórmula infantil)

Modo de preparo:

Leve o caldo com a batata  e a cenoura para ferver. Abaixe o fogo, tampe e cozinhe por uns 6 minutos ou até os legumes amolecerem.

Junte o salmão e as ervilhas. Tampe novamente e cozinhe por mais 3-4 minutos, até que o salmão comece a soltar lascas.

Coloque o cozido em uma tigela e incorpore a mussarela ralada. Amasse com um garfo, até a consistência desejada. Se necessario, acrescente o leite.

Esfrie o quanto antes, cubra e leve a geladeira. Se preferir, congele em porções individuais. Para usar, descongele durante a noite na geladeira, então aqueça até ficar bem quente. Mexa bem e deixe amornar antes de servir.

Receita de purê de peixe, batata doce e brócolis (a partir dos 9 a 12 meses)

Ingredientes:

1/2 batata doce descascada em cubinhos

2 floretes de brocolis cortado

115g de filé de pescada branca em tirinhas

4 colheres de sopa de leite

20g de mussarela ralada

Modo de preparo:

Espalhe os cubinhos de batata doce e os brócoflis numa panela a vapor. Deixe cozer por 6-8 minutos, até estarem macios.

Enquanto isso, coloque o peixe em uma panela pequena, cubra com o leite e cozinhe por 2 minutos, até desmanchar. Retire do fogo e incorpore a mussarela até derreter e triture com um mixer ou processador de alimentos. Se necessário, junte mais leite.

Resfrie o quanto antes. Antes de servir, aqueça muito bem.

Receita do livro: O livro essencial da alimentação infantil.

Cookies de Abóbora com Coco

Hoje meus filhos vão levar Cookies de Abóbora com Coco para a escola. Aeeeeee!!  Testei essa receita que adaptei do livro “Socorro! Meu filho come mal” hoje, e super aprovamos!! Por isso, vou compartilhar essa receita nutritiva e super fácil de fazer!

cookie de abobora

COOKIE DE ABÓBORA COM CÔCO

INGREDIENTES:

1 xícara de chá de farinha de trigo branca

1/2 xícara de chá de farinha de trigo integral

1 xícara de chá de abóbora cozida e amassada

1 xícara de chá de açúcar

150g de manteiga

1 ovo inteiro

2 colheres de sopa de côco ralado

1 pitada de bicarbonato de sódio

MODO DE PREPARO

Bater o açúcar e a manteiga na batedeira até obter um creme. Juntar o ovo e a abóbora e misturar bem. Acrescentar as farinhas peneiradas, o coco ralado e o bicarbonato de sódio. Colocar a massa num saco de confeiteiro e distribuir na fôrma. Assar em forno pré-aquecido a 180 graus por 15 minutos.

OBS: na falta de saco de confeiteiro, porcionei a massa com 2 colheres de chá.

Fica muito gostoso!!!

Autora: Karen Dykstra Carmona

Hambuguer saudável!

Nada mais fácil do que uma refeição no meio de 2 fatias de pão rs

Existem muitas críticas referentes ao fast food por serem refeições de alto valor calórico, ricos em gordura e sódio e com praticamente zero qualidade nutricional. Resolvi então postar uma opção mais saudável de hambúrguer, fácil e rápido de fazer… e sim, nutricionalmente correta!!

Hamburguer Saudável

Ingredientes:

300g de carne moída de primeira

1 ovo

1 cenoura média ralada fina (eu passo no processador com a cebola)

1 colher de sopa de cebola ralada

Sal e pimenta do reino a gosto

Aveia em flocos finos para dar o ponto de molde (em media 2-3 colheres de sopa)

Modo de preparo:

Bater um ovo com sal e pimenta, com o auxilio de um garfo. Acrescente a carne, cenoura, cebola. Corrija o sal. Misture bem e acrescente a aveia aos poucos até conseguir moldar os hambúrgueres sem grudar nas mãos. Depois de prontos, leve a frigideira anti aderente com um fio de óleo. Deixe grelhar bem.

Sirva com pão multi-grãos, tomate e alface. A cenoura no hambúrguer deixa-o bem suculento, dispensando assim o uso de maionese!!!! Se desejar, acrescente presunto e queijo (aumenta a quantidade de sódio, gordura e calorias do sanduíche)!

foto-6

Meus filhos adoram esse hambúrguer. Outra sugestão é fazer o hambúrguer e servir com purê de batatas e salada!

Bom apetite!!!

Autora: Karen Dykstra Carmona

Hábito alimentar saudável desde a infância!

Quando uma criança nasce, a família, e especialmente a mãe (na maioria dos casos) tem um papel fundamental na alimentação e na formação do habito alimentar. Nos primeiros 6 meses dá-se preferencia ao aleitamento materno exclusivo, pois este supre todas as necessidades do bebê, além de criar um vinculo importante com a mãe entre tantos outros benefícios.

Após os 6 meses, quando a alimentação complementar (complementa, mas não substitui o leite materno) se inicia, outros agentes familiares podem também contribuir com a oferta de alimentos para a criança.

Nesta fase, surgem muitas dúvidas do que oferecer e o que não oferecer para a criança. Especialmente com o primogênito, a mãe (e pai, por que não?) procura oferecer somente alimentos saudáveis, se esforça ao máximo para evitar as guloseimas. E eis que aqui surgem alguns problemas com as pessoas que não convivem diariamente nesta rotina.

Vamos exemplificar algumas situações que nós mães enfrentamos:

  • “Ah, um pedacinho de chocolate não vai fazer mal”.
  • “Coloca um pouco de açúcar nesta fruta/suco pra criança gostar mais”.
  • “Com ketchup tenho certeza que come”.
  • “Sério mãe, que batata frita não pode? (a pessoa fala isso virando os olhos….). Só uma não vai fazer mal”.
  • “Dei um golinho de coca-cola pra ver a carinha dele…”

E é neste momento que a gente quase mete uma voadora na cara da pessoa,

voadora

pois haja paciência para fazer papinha fresca todos os dias, oferecer fruta até a criança pegar gosto e aparecer um fulano pra estragar todo o trabalho. E para quem está me achando radical fica a pergunta: Qual a sua dificuldade HOJE para manter uma alimentação saudável?? Gosta de comer todas as frutas, verduras, alimentos integrais ao invés dos produtos industrializados, sorvetes, chocolates, refrigerantes e frituras??

Então, aquela famosa frase para mim sempre fez muito sentido nesse caso – “Se não for ajudar, então não atrapalhe (e também não critique)!”. Ah, e perguntar para a mãe antes se pode é PRIMORDIAL!

Hábito alimentar saudável é muito mais fácil de ter quando se aprende desde pequeno.

brocolis e bebe

Na semana passada tive a oportunidade de ver esse vídeo no facebook e que veio de encontro ao que eu gostaria de escrever no blog. Por favor, tire um tempinho para assistir esse vídeo. Coloquei duas versões por não saber se a versão legendada pode ser visualizada. Caso não, clique no link abaixo dele:

Preciso dizer mais alguma coisa??? Que tal sermos adultos mais responsáveis com o que ensinamos nossas crianças a comer??

Segue abaixo uma lista dos alimentos que evitem ou nunca dêem para as crianças comerem (Alimentaçao infantil: Cartilha de orientação aos pais):

  • Refrigerantes (nunca, mas nunca dê refrigerante) e sucos artificiais (especialmente os sucos em pó).
  • Produtos industrializados e com conservantes.
  • Produtos com corantes artificiais. Cuidado com alimentos infantis muito coloridos, esse apelo visual tem um preço!
  • Produtos embutidos (salame, presunto, linguiça, mortadela) e enlatados (milho verde, ervilha, pepino azedo, palmito, azeitona, picles etc).
  • Açúcar, bolos, biscoitos recheados e guloseimas em geral.
  • Balas de qualquer tipo, pirulito, pipoca, amendoim e outros alimentos pequenos e duros podem provocar acidente grave por engasgamento – podendo inclusive levar à morte. CUIDADO!
  • Chocolates e achocolatados.
  • Qualquer tipo de fritura (doce ou salgada)
  • Maionese, ketchup, mostarda, pimenta e outros condimentos similares.
  • Salgadinhos de pacote em geral
  • Alimentos muito doces ou muito salgados
  • Alimentos muito condimentados- com excesso de tempero
  • Alimentos prontos que ficaram muito tempo em temperatura ambiente.

Alimentos que podem e devem ser oferecidos SEMPRE (Alimentação infantil: Cartilha de orientação aos pais):

  • Frutas (banana, manga, abacate, maça, pera, melão, melancia, caqui, laranja, pokan, mamão, abacaxi)
  • Suco de fruta natural (de preferencia sem adição de açúcar).
  • Vitamina de fruta com cereal (de preferncia aqueles fortificados com ferro).
  • Legumes (cenoura, chuchu, abobora, beterraba, etc) cozidos no vapor ou em pouca água, cortados em forma de palito. Assim a criança pode comer com as próprias mãos.
  • Bife de carne magra ou de fígado de boi grelhado, coxinha de frango assado e sem pele.
  • Mingau ou pudim com leite e cereais. Se a criança ainda mama no peito, prepare o mingau com o leite materno).
  • Paes e biscoitos sem recheio.
  • Iogurte natural ou coalhada caseira.
  • Picolé de SUCO DE FRUTA NATURAL
  • Bolos simples, sem cobertura, podendo ser feitos também com legumes ou frutas (de fubá, de cenoura, de banana, de abacaxi, de beteterraba e de maça).
  • Saladas de tomate, chuchu, cenoura, beterraba, vagem, etc.
  • Salada de frutas ou salada de legumes e ou vegetais com frutas (repolho com maça, alface com manga, beterraba com laranja, cenoura com abacate).
  • Batata, aipim, batata-doce e batata salsa podem ser servidos na forma de purê ou cozidos, cortados em pedaços pequenos, acompanhados de feijão, carnes ou vegetais.
  • Dê sempre preferência aos alimentos em sua forma mais natural possível.

 

UMA OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: para crianças que tem alergia, seja de leite de vaca, soja, ovo entre outros, uma mínima quantidade do alimento já desencadeia uma série de sintomas que você não terá de lidar, portanto, nunca, nunca ofereça nada sem perguntar para a mãe ou responsável antes. Mesmo que o alimento lhe pareça inocente, podem conter traços de leite, soja etc, e provocar diarreias, vômitos, manchas no corpo durante dias…

 

Imagem do site: http://revigoranca.blogspot.com.br/2011/12/quer-saber-pronto-falei.html
Imagem do site: http://revigoranca.blogspot.com.br/2011/12/quer-saber-pronto-falei.html

Autora: Karen Dykstra Carmona

 

Referências:

Alimentação infantil: Cartilha de orientação aos pais. Prefeitura Municipal de Curitiba. Outubro de 2007.

Papinha de carne, cenoura e mandioca

papas

Ingredientes:

1 pedaço pequeno de mandioca – 110g

1 cenoura pequena – 100g

1 colher de sopa de cebola ralada – 12g

2 colheres de chá de óleo vegetal

100g de carne moída

5 colheres de sopa de macarrão “conchinha” – 30g

1 pitada pequena de sal (0,5g)

Salsinha a gosto

Atualizados recentemente2

Modo de preparo:

1. Pique a mandioca e a cenoura em cubos. Rale uma cebola e meça 1colher das de sopa.

2. Refogue a cebola até que ela murche. Acrescentar a carne e refogar.

3. Juntar a mandioca, a cenoura e 1 xícara de chá de água. Mexa de vez em quando, até os legumes ficarem macios. Adicionar o macarrão e o sal. Deixar cozinhar até o macarrão ficar macio e com um pouco de caldo.  Adicione a salsinha. Retire do fogo. Amasse com um garfo metade da preparação, e sirva a criança.

papinha

Papa de Carne, Abóbora e Chuchu

Segue receita para bebês a partir de 6 meses:

Ingredientes

½ chuchu pequeno – 120g

8 colheres de sopa de abóbora ralada – 64g

1 colher de sopa de cebola ralada

2 colheres de chá de salsinha picada – 2g

2 colheres de chá de óleo vegetal – 4g

4 colheres de sopa de carne moída – 60g

1 pitada pequena de sal – 0,5g

4 colheres de sopa de macarrão picado – 24g

 

Modo de fazer:

  1. Prepare os legumes (lave, descasque e lave) picando-os em pedaços pequenos.
  2. Doure a cebola numa panela com o óleo. Juntar a carne e refogar por aproximadamente  2 minutos. Adicionar o chuchu, a abóbora, o sal e 1 ½ xícara (chá) de água. Deixe cozinhar até os legumes ficarem macios.
  3. Acrescentar o macarrão e a salsinha. Deixar cozinhar até o macarrão ficar macio. Retirar do fogo.  Amasse com um garfo metade da preparação, e sirva a criança.

 

Nhoque de Abobrinha

quatro-abobrinhas

Hoje testei esta receita e foi aprovada pela família!!! Mas parece que preciso um pouco mais de prática para impressionar esteticamente!! rs

Se a criançada não aceita muito a abobrinha, está aí uma sugestão que pode fazê-los mudar de idéia!!

Bom, para fazer o nhoque de abobrinhas:

115g de batatas em fatias

175g de abobrinha fatiada

1 clara de ovo

5 colheres de sopa de farinha de trigo

1 pitada de noz moscada

25g de manteiga

4-5 colheres de sopa de queijo ralado para servir

Modo de preparo:

Cozinhe as batatas e abobrinha no vapor por aproximadamente 10-15 minutos.

securedownload-1

Ferva uma caçarola de água. Passe as batatas e a abobrinha pelo espremedor, sobre uma tigela.

securedownload-2

 

Junte a clara, a farinha e a noz-moscada, formando uma massa úmida. Se estiver mole demais,  acrescente mais farinha. Coloque 8 colheradas espaçadas cheias de massa direto na panela de água fervente. Cozinhe por 1-2 minutos, até os nhoques subirem a superfície. Retire-os com uma escumadeira e coloque numa travessa. Repita a operação com o restante da massa. Derreta a manteiga numa frigideira e junte os nhoques. Misture para recobrir bem e aquecer os nhoques. Coloque-os novamente na travessa. Antes de servir, polvilhe com queijo ralado.

foto-1

Rendimento: 4-6 porções.

Autora: Karen Dykstra Carmona

 

 

PURÊ DE PERA, MAÇÃ E PÊSSEGO

Essa papinha de frutas pode ser oferecida a partir dos 6 meses e pode ser congelada! Ótima para ocasiões em que fica mais difícil oferecer a fruta in natura.

Imagem

 

Ingredientes:

2 pêssegos maduros

1 maçã descascada  picadinha

1 pera madura descascada e picadinha

2 colheres (sopa) de água

Modo de preparo:

1 – Faça um corte em cruz na base de cada pêssego e coloque em um refratário com água fervente. Aguarde 30 segundos, escorra e mergulhe em água fria. Retire a casca e o caroço e pique a polpa.

2 – Leve ao fogo as frutas picadas e água. Quando ferver, tampe e cozinhe em fogo brando por 10 minutos, até as frutas amolecerem bem.

3 – Deixe esfriar um pouco e passe na peneira ou processe até formar um purê. Sirva morno ou esfrie um pouco e conserve na geladeira. Este purê pode ser congelado em porções individuais. Descongele por 2 horas na geladeira.

Rendimento – 4 a 6 porções.

VARIAÇÕES: O pêssego pode ser substituído por damasco, ameixa ou nectarina.  Aproveite as frutas maduras da estação, pois encontram-se mais doces, evitando a utilização de açúcar!

Imagem

 

Autora: Karen Dykstra Carmona

Referencias:

– Receita e imagem retirados do livro: O livro essencial da Alimentação Infantil: Receitas deliciosas e respostas para as dúvidas mais comuns. Annabel Karmel.

MANDIOQUEIJO

Recentemente entrei num grupo do facebook que tem como membros mães e pais com filhos que sofrem de alergia a proteína do leite de vaca (APLV).

Muitas dessas crianças sofrem com alergia também a soja e ovo. Enfim, difícil pensar em receitas que excluem esses ingredientes e especialmente os traços de leite e soja.

Achei interessante a criatividade com que algumas mães elaboram receitas e compartilham  neste grupo. E uma destas receitas me chamou a atenção… o mandioqueijo. Substitui o queijo em diversas receitas e dizem ser muito saboroso. Em breve farei um teste da receita, mas enquanto isso, segue a receita pra quem precisar ou se interessar:

Mandioqueijo

3 xícaras  (chá) purê de mandioca

2 xícaras (chá) água do cozimento da mandioca

1 xícara de polvilho doce

1 xícara de polvilho azedo

1/2 xícara de azeite

1 colher (chá) sal

Suco de 1/2 limão

Orégano ou outra erva que agradar

Bater tudo no liquidificador, até ficar pastoso. Levar ao fogo por mais ou menos 8 minutos mexendo sempre sem ferver. Coloque em um recipiente que dê formato de queijo, leve a geladeira.

O uso desse queijo é ideal para fazer pizzas, tortas, panquecas… Tudo que precise aquecer.

Imagem

Receita fornecida por Regiane Carvalho de Souza!

 

Autora: Karen Dykstra Carmona

 

Imagens:

– Pratos e quitutes: mandioqueijo. Disponível em: pratosequitutes.blogspot.com