Hábito alimentar saudável desde a infância!

Quando uma criança nasce, a família, e especialmente a mãe (na maioria dos casos) tem um papel fundamental na alimentação e na formação do habito alimentar. Nos primeiros 6 meses dá-se preferencia ao aleitamento materno exclusivo, pois este supre todas as necessidades do bebê, além de criar um vinculo importante com a mãe entre tantos outros benefícios.

Após os 6 meses, quando a alimentação complementar (complementa, mas não substitui o leite materno) se inicia, outros agentes familiares podem também contribuir com a oferta de alimentos para a criança.

Nesta fase, surgem muitas dúvidas do que oferecer e o que não oferecer para a criança. Especialmente com o primogênito, a mãe (e pai, por que não?) procura oferecer somente alimentos saudáveis, se esforça ao máximo para evitar as guloseimas. E eis que aqui surgem alguns problemas com as pessoas que não convivem diariamente nesta rotina.

Vamos exemplificar algumas situações que nós mães enfrentamos:

  • “Ah, um pedacinho de chocolate não vai fazer mal”.
  • “Coloca um pouco de açúcar nesta fruta/suco pra criança gostar mais”.
  • “Com ketchup tenho certeza que come”.
  • “Sério mãe, que batata frita não pode? (a pessoa fala isso virando os olhos….). Só uma não vai fazer mal”.
  • “Dei um golinho de coca-cola pra ver a carinha dele…”

E é neste momento que a gente quase mete uma voadora na cara da pessoa,

voadora

pois haja paciência para fazer papinha fresca todos os dias, oferecer fruta até a criança pegar gosto e aparecer um fulano pra estragar todo o trabalho. E para quem está me achando radical fica a pergunta: Qual a sua dificuldade HOJE para manter uma alimentação saudável?? Gosta de comer todas as frutas, verduras, alimentos integrais ao invés dos produtos industrializados, sorvetes, chocolates, refrigerantes e frituras??

Então, aquela famosa frase para mim sempre fez muito sentido nesse caso – “Se não for ajudar, então não atrapalhe (e também não critique)!”. Ah, e perguntar para a mãe antes se pode é PRIMORDIAL!

Hábito alimentar saudável é muito mais fácil de ter quando se aprende desde pequeno.

brocolis e bebe

Na semana passada tive a oportunidade de ver esse vídeo no facebook e que veio de encontro ao que eu gostaria de escrever no blog. Por favor, tire um tempinho para assistir esse vídeo. Coloquei duas versões por não saber se a versão legendada pode ser visualizada. Caso não, clique no link abaixo dele:

Preciso dizer mais alguma coisa??? Que tal sermos adultos mais responsáveis com o que ensinamos nossas crianças a comer??

Segue abaixo uma lista dos alimentos que evitem ou nunca dêem para as crianças comerem (Alimentaçao infantil: Cartilha de orientação aos pais):

  • Refrigerantes (nunca, mas nunca dê refrigerante) e sucos artificiais (especialmente os sucos em pó).
  • Produtos industrializados e com conservantes.
  • Produtos com corantes artificiais. Cuidado com alimentos infantis muito coloridos, esse apelo visual tem um preço!
  • Produtos embutidos (salame, presunto, linguiça, mortadela) e enlatados (milho verde, ervilha, pepino azedo, palmito, azeitona, picles etc).
  • Açúcar, bolos, biscoitos recheados e guloseimas em geral.
  • Balas de qualquer tipo, pirulito, pipoca, amendoim e outros alimentos pequenos e duros podem provocar acidente grave por engasgamento – podendo inclusive levar à morte. CUIDADO!
  • Chocolates e achocolatados.
  • Qualquer tipo de fritura (doce ou salgada)
  • Maionese, ketchup, mostarda, pimenta e outros condimentos similares.
  • Salgadinhos de pacote em geral
  • Alimentos muito doces ou muito salgados
  • Alimentos muito condimentados- com excesso de tempero
  • Alimentos prontos que ficaram muito tempo em temperatura ambiente.

Alimentos que podem e devem ser oferecidos SEMPRE (Alimentação infantil: Cartilha de orientação aos pais):

  • Frutas (banana, manga, abacate, maça, pera, melão, melancia, caqui, laranja, pokan, mamão, abacaxi)
  • Suco de fruta natural (de preferencia sem adição de açúcar).
  • Vitamina de fruta com cereal (de preferncia aqueles fortificados com ferro).
  • Legumes (cenoura, chuchu, abobora, beterraba, etc) cozidos no vapor ou em pouca água, cortados em forma de palito. Assim a criança pode comer com as próprias mãos.
  • Bife de carne magra ou de fígado de boi grelhado, coxinha de frango assado e sem pele.
  • Mingau ou pudim com leite e cereais. Se a criança ainda mama no peito, prepare o mingau com o leite materno).
  • Paes e biscoitos sem recheio.
  • Iogurte natural ou coalhada caseira.
  • Picolé de SUCO DE FRUTA NATURAL
  • Bolos simples, sem cobertura, podendo ser feitos também com legumes ou frutas (de fubá, de cenoura, de banana, de abacaxi, de beteterraba e de maça).
  • Saladas de tomate, chuchu, cenoura, beterraba, vagem, etc.
  • Salada de frutas ou salada de legumes e ou vegetais com frutas (repolho com maça, alface com manga, beterraba com laranja, cenoura com abacate).
  • Batata, aipim, batata-doce e batata salsa podem ser servidos na forma de purê ou cozidos, cortados em pedaços pequenos, acompanhados de feijão, carnes ou vegetais.
  • Dê sempre preferência aos alimentos em sua forma mais natural possível.

 

UMA OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: para crianças que tem alergia, seja de leite de vaca, soja, ovo entre outros, uma mínima quantidade do alimento já desencadeia uma série de sintomas que você não terá de lidar, portanto, nunca, nunca ofereça nada sem perguntar para a mãe ou responsável antes. Mesmo que o alimento lhe pareça inocente, podem conter traços de leite, soja etc, e provocar diarreias, vômitos, manchas no corpo durante dias…

 

Imagem do site: http://revigoranca.blogspot.com.br/2011/12/quer-saber-pronto-falei.html
Imagem do site: http://revigoranca.blogspot.com.br/2011/12/quer-saber-pronto-falei.html

Autora: Karen Dykstra Carmona

 

Referências:

Alimentação infantil: Cartilha de orientação aos pais. Prefeitura Municipal de Curitiba. Outubro de 2007.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *